Boas práticas para manter a motivação na hora de fazer exercícios físicos!

Encontrar formas de manter a motivação para praticar exercícios físicos com frequência é um desafio para muitas pessoas que procuram equilíbrio, qualidade de vida e bem-estar.

Por causa da falta de motivação e força de vontade, é muito comum sentir-se desanimado a dar sequência em um esporte e manter uma disciplina no dia a dia. Entretanto, é possível encontrar maneiras de mudar seu estilo de vida e se sentir mais realizado. 

Quer saber como? Então confira seis práticas para manter a motivação e começar agora mesmo a se tornar uma pessoa mais saudável.

1. Estabeleça metas

Pensar em metas e estimular um prazo para cumpri-las é uma ótima maneira de se sentir motivado a continuar praticando exercícios e evoluindo de forma gradativa. Isso porque, ao estipular uma meta, cria-se um incentivo a mais para buscar resultados e crescer dentro da prática.

A meta pode estar relacionada à perda de medidas ou à evolução dentro da própria atividade escolhida, por exemplo. É importante estabelecer essas metas como uma forma de se policiar com relação à disciplina, ao seu foco e à frequência.

Pense nos seus objetivos com a modalidade escolhida e estabeleça suas metas com base neles. Por exemplo: seu objetivo é ter mais disciplina? Caso escolha uma modalidade com aulas duas vezes por semana, faça uma meta trimestral de frequência em que você não pode faltar mais que x aulas.

Adeque suas metas ao seu cotidiano e às suas demais obrigações para não se sentir sobrecarregado. 

2. Faça atividades que te deixam feliz

Esse é um item essencial para manter a motivação e continuar fazendo exercícios com frequência e, acima de tudo, vontade. Caso você escolha uma atividade que prometa resultados rápidos, mas que não te agrade, é mais difícil manter o foco e a motivação para continuar praticando-a.

Faça uma lista com exercícios físicos e modalidades que sejam do seu agrado e escolha algum delas para praticar. Dessa maneira, a atividade não se torna um fardo e, pelo contrário, se transforma em um momento de lazer do dia.

É possível mesclar prazer e saúde de forma a continuar se movimentando e buscando mais qualidade de vida e bem-estar. Os resultados virão com mais rapidez e, com certeza, será muito mais fácil e agradável reunir força de vontade para sair de casa e se exercitar.

3. Faça exercícios com companhia

Fazer exercícios desacompanhado pode não ser a solução ideal caso a rotina de atividades físicas não faça parte do seu dia a dia. Isso porque qualquer prática exige disciplina e dedicação e, quando não se está acostumado a se exercitar, o desânimo pode vir mais facilmente. 

Além disso, quando não se tem o costume de praticar atividades que exigem mais do corpo, existem riscos de lesões caso você execute algum movimento da maneira incorreta.

Procure uma companhia para, além de socializar enquanto pratica alguma atividade, criar disciplina e estabelecer uma rotina de exercícios uma vez que uma pessoa pode incentivar a outra. Dessa maneira, é mais difícil desmarcar o compromisso e se sentir desmotivado a se movimentar. 

Um instrutor também pode ser uma alternativa para o treinamento solo. Além de oferecer companhia durante o tempo de prática, é uma pessoa instruída e especializada em prover ajuda de acordo com os seus objetivos e metas.

4. Alimente-se bem

Pode parecer supérfluo, mas a alimentação está diretamente relacionada à motivação na hora de se exercitar. Alimentos são responsáveis por manter o sistema imunológico resistente, melhorar o funcionamento cerebral, aumentar a concentração etc.

Uma dieta balanceada fornece nutrientes necessários para repor energias e manter o corpo ativo e preparado para se movimentar de forma constante. É importante montar um cardápio que seja ao mesmo tempo gostoso e que forneça as substâncias necessárias para o bom funcionamento do corpo.

Uma dieta rica em proteínas, por exemplo, ajuda a fortalecer a musculatura e evitar lesões causadas por um corpo mais fraco e menos preparado. Além disso, uma alimentação cheia de nutrientes aumenta a imunidade e reduz o risco de doenças que poderiam atrapalhar sua rotina, como gripes e infecções.

Além disso, ao incrementar um cardápio mais saudável no seu cotidiano, os resultados físicos virão mais rapidamente e isso interfere na maneira como você vê seu corpo. Quando medidas são reduzidas, músculos são tonificados e o condicionamento físico é aprimorado, é mais fácil entender os benefícios desse equilíbrio entre alimentação e exercícios e, consequentemente, mais fácil se manter ativo.

5. Aposte em exercícios que fazem bem para corpo e mente

Escolher uma atividade que trabalhe tanto o corpo, fortalecendo-o, quanto a mente, aprimorando-a, é uma das dicas mais valiosas para manter a motivação na hora de fazer exercícios.

Modalidades como o Kung Fu, por exemplo, são responsáveis por exercitar o corpo através dos golpes e dos princípios dessa arte marcial, mas também ensinam disciplina e respeito, elementos fundamentais para o dia a dia, tanto para o crescimento pessoal quanto para o convívio com as pessoas.

A melhor atividade física é aquela que pode ser entendida e aplicada não apenas nos momentos de exercício, mas na vida profissional e pessoal. Uma prática que ensine disciplina pode ajudar a aumentar a produtividade no trabalho e uma modalidade que ajude a aprimorar a concentração pode reduzir o estresse e aumentar a sensação de bem-estar.

6. Entenda seus limites

É importante entender seus limites para que a prática de exercícios físicos não se torne um sacrifício diário. De nada adianta estabelecer metas muito difíceis e não perceber o resultado que esperava, isso só irá desmotivá-lo. 

Ao tomar consciência de suas limitações e de suas capacidades, praticar uma atividade física se torna mais prazeroso porque é possível observar seu crescimento real e colher os efeitos positivos desse desenvolvimento. 

Não exagere caso seu corpo ainda não esteja preparado para os desafios, comece com calma e procure evoluir, tome o seu tempo. Reflita sobre seus objetivos, os métodos que estão sendo aplicados para alcançá-los e faça um balanço do seu crescimento dentro da prática escolhida.

Viu como é possível manter a motivação com práticas simples? Estabeleça metas para se sentir motivado a alcançar seus objetivos, escolha uma modalidade que promova bem-estar e que agrade. Além disso, não esqueça de se alimentar bem e entenda seus limites. Se gostou dessas dicas, entenda como a disciplina está relacionada ao hábito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This