Como ter mais disciplina? Saiba como o Kung Fu ajuda

O mundo atual exige cada vez mais tarefas e nos entrega mais responsabilidades. Trabalhar, se divertir, aprender coisas novas, viajar e passar um tempo com quem gostamos parecem que são tarefas impossíveis de serem executadas em conjunto.

Mas o que pouca gente sabe é que levando uma vida mais disciplinada é possível conciliar todas essas tarefas. E uma das formas de melhorar o seu autocontrole e disciplina é por meio da prática de uma arte marcial, como o Kung Fu. Veja como ter mais disciplina:

Como surgiu o Kung Fu?

O Kung Fu é uma arte marcial milenar chinesa com mais de 5000 anos de existência. É uma prática que passou de pai para filho na antiga China e, segundo as lendas, seus movimentos foram baseados na observação de animais na natureza, que deram nomes a diferentes estilos de praticar o Kung Fu.

Alguns dos estilos mais conhecidos são:

  • Louva-a-deus
  • Garra de Águia
  • Hung Gar
  • Wing Chun
  • Shaolin do Norte

O movimento ganhou o território chinês após a queda do templo Shaolin, o que obrigou os monges a se espalharem pelo local. Essa mudança forçada acabou levando a arte marcial para diversas regiões e criando algumas variações que fazem parte do modelo atual.

A tradução do nome da arte em português significa trabalho duro e tem em sua essência três pilares:

  • saúde — a melhora da saúde está relacionada com os benefícios que atividades físicas trazem a quem as praticam;
  • estética — na parte estética, os exercícios são voltados para a harmonia dos movimentos. Por isso a beleza e plasticidade das técnicas não podem ficar de fora;
  • marcialidade: o Kung Fu como uma luta criada para a guerra tem o objetivo de servir como uma forma de defesa pessoal e de proporcionar uma maior sensação de segurança.

Por que o Kung Fu melhora minha concentração e percepção?

Assim como todas as lutas, o Kung Fu surgiu devido à necessidade de um povo se defender ou iniciar um ataque contra outros. Durante uma guerra, perder a concentração ou não ter a percepção adequada significava uma grande chance de perder a vida. Portanto, disciplina, percepção do espaço e concentração são capacidades desenvolvidas pelos praticantes desde o seu surgimento.

Você começa a desenvolver algumas dessas capacidades enquanto aprende os movimentos do Kung Fu, seja ao medir a força para não lesionar o colega, ao precisar a altura do golpe ou fazer uma rápida diferenciação de qual lado do corpo movimentar.

A disciplina é absorvida com a repetição exaustiva dos movimentos até o seu domínio completo e na obrigatoriedade de seguir os preceitos do Kung Fu não apenas durante um treinamento, mas principalmente fora dele. Isso lhe ajuda a tomar decisões difíceis nos momentos em que, normalmente, você não teria a disciplina necessária para executar.

O foco no que está sendo realizado faz parte da percepção adquirida com as artes marciais. A sua capacidade de se concentrar no momento é incorporada durante os treinos pela necessidade de acompanhar os movimentos e porque um erro pode significar uma contusão sua ou de um amigo que está treinando com você.

Na prática diária, uma pessoa focada acaba sendo mais produtiva. Isso significa que ela consegue realizar tarefas mais rapidamente e errando menos, aumentando o tempo disponível para outras atividades.

Com as rotinas de exercícios e movimentos estabelecidas, é comum você notar melhoras também em momentos fora dos treinos, como:

  • notas mais altas nos estudos;
  • melhor desempenho no trabalho;
  • mais disposição durante o dia;
  • melhora de concentração para tarefas;
  • maior percepção corporal.

Outros benefícios de praticar o Kung Fu

A disciplina é uma premissa básica para quem segue as práticas do Kung Fu, mas outras habilidades importantes para o nosso dia a dia e para nossa evolução pessoal são desenvolvidas pelos praticantes.

Autoconhecimento, a chave para a superação

Dentro do desenvolvimento de uma arte marcial, é comum, como falamos acima, notar a nossa evolução em muitas áreas que, em tese, não tem nenhum tipo de relação com a atividade. Porém, essa evolução é fruto do autoconhecimento que a prática proporciona do seu corpo, da sua força, de seus pontos fortes e fracos.

A partir do momento em que você sabe onde está e quais são os seus limites — independente se são de ordem física ou psicológica — torna-se possível superá-los. E pessoas que superam os seus limites são mais realizadas e felizes, o que acaba contagiando seus parentes e amigos mais próximos. Quem nunca ficou feliz quanto um amigo se aproxima irradiando felicidade, não é mesmo?

Melhore o seu controle emocional

O Kung Fu é considerado uma luta. Só que o adversário é bem diferente do que você imagina. O seu adversário não é outra pessoa, mas sim você e suas emoções.

Conseguir se controlar emocionalmente é uma característica presente em grandes lutadores e importante quando falamos em disciplina, pois só alguém que tem um controle emocional consegue analisar seus erros e acertos sem dar um peso maior para algum lado. Assim, coloca-se mais perto do autoconhecimento e consegue, assim, estabelecer uma rotina disciplinada para evoluir.

Um bom praticante também consegue entender que a verdadeira luta é a que traçamos contra nós mesmos, que não existe outro tipo de adversário. Aprender a lutar para não precisar brigar.

Melhore o senso coletivo

Apesar do Kung Fu ser um esporte individual, ele é capaz de desenvolver habilidades coletivas, como, por exemplo, trabalhar em equipe. Cada aluno carrega algumas habilidades boas e outras que precisam ser trabalhadas. Os treinos são feitos em grupos e, com isso, os atletas podem aprender uns com os outros, contribuindo para o sucesso coletivo. Dessa forma, outros laços são construídos, como confiança, respeito e amizade.

A filosofia do Kung Fu

O Kung Fu proporciona uma série de mudanças em seus praticantes. E muitas dessas mudanças vêm de sua milenar filosofia, resultando em todos os benefícios que citados acima. São alguns preceitos do Kung Fu:

  • ser verdadeiro;
  • ser agradecido;
  • ser humilde;
  • ser paciente;
  • ser estudioso;
  • ser senhor de si mesmo;
  • ser amigo e companheiro;
  • ter consciência universal;

Gostou desse artigo e que aprender sobre como ter mais disciplina e o universo do Kung Fu? Curta nossa página no Facebook e nos acompanhe por lá!

Mestre Gabriel
Mestre Gabriel

Praticante de Kung Fu desde 1980, fundou a TSKF Academia de Kung Fu em 1996, graduado Mestre pela Confederação Mundial de Kuoshu. É escritor, palestrante, ocultista e estudioso da entidade humana.

Comments (2)

  1. Essas dicas me ajudaram bastante

    1. Que bom, Alexsandro! Ficamos muito felizes. Não se esqueça de se inscrever na nossa Newsletter para receber mais conteúdos úteis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This