Confira 8 dicas para diminuir a ansiedade!

Infelizmente, grande parte da população mundial sofre com as consequências da vida moderna. Dentre elas, a ansiedade e o estresse ocupam o topo da lista, afetando a qualidade de vida e a saúde de várias pessoas.

Se você se encaixa nesse perfil e busca dicas para diminuir a ansiedade, não deixe de ler este post! São orientações para fugir desse mal e viver bem. Confira!

1. Pratique atividades físicas

Um dos hábitos mais recomendados para pessoas ansiosas é a prática de alguma atividade física. Quem se exercita consegue lidar melhor com estados de ansiedade, já que os exercícios elevam a produção de serotonina — um neurotransmissor ligado ao prazer.

Você pode escolher um entre vários tipos de atividades físicas, de acordo com seu gosto. Inclusive, é importante destacar que fazer o que gosta é fundamental para que o efeito da prática seja positivo.

Dentre as várias modalidades, podemos citar: caminhada, corrida, musculação, esportes, danças e artes marciais. Uma boa dica para quem gosta de artes marciais é o Kung Fu. Além de favorecer a concentração e o equilíbrio entre corpo e mente, ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade.

Isso acontece porque as artes marciais, como o Kung Fu, desenvolvem a autoconsciência e a consciência corporal. Juntas, elas estimulam o relaxamento do corpo e da mente, de modo que o gasto de energia seja menor e o rendimento físico maior.

2. Reduza o estresse diário

Trabalho, família e amigos podem exigir muito no dia a dia. Dessa forma, é comum acumular tarefas e preocupações, fazendo com que o nível de estresse leve a uma ansiedade constante.

Se você quer ficar mais tranquilo, deve deixar o trabalho no escritório e não se levar pelos problemas do cotidiano. Aceite o que não pode mudar e pare de gastar energia com isso. Já dizia o ditado que se não tem remédio, remediado está, não é mesmo?

Reserve um tempo para relaxar, seja por meio de hobbies, passeios ou lazer com a família e os amigos. Além disso, existem atividades bastante indicadas para relaxamento como acupuntura, Tai Chi Chuan, meditação, ioga etc.

Os esportes também desempenham papel muito importante na redução do estresse. Escolha aquele com o qual tenha afinidade e descubra como pode ser divertido relaxar praticando uma modalidade.

3. Consuma alimentos ricos em triptofano

A alimentação pode ser uma boa aliada para controlar a ansiedade. Além de investir em um cardápio saudável, consumir alimentos ricos em triptofano também pode ajudar. Mas o que isso tem a ver com a ansiedade?

O triptofano é um aminoácido que ajuda a formar o hormônio serotonina. Desse modo, é um ótimo auxiliar no combate ao estresse e estados de ansiedade. Além disso, ele ajuda a regular o sono e o humor.

Como não é produzido pelo organismo, é preciso ingerir o triptofano por meio da alimentação. Você pode encontrá-lo em alimentos como: banana, ovo, chocolate, peixe, peru, leguminosas, aveia etc. Também é possível ingerir em cápsulas, sempre junto com o magnésio e a vitamina B6.

4. Durma bem

Para ter uma boa e relaxante noite de sono é essencial evitar ações e ambientes que favorecem a agitação e as preocupações. Por isso, antes de deitar, foque em assuntos e atividades leves. Também é importante evitar olhar para telas e ambientes luminosos, pois eles podem evitar a produção de melatonina (o hormônio do sono) no corpo.

Isso significa abrir mão de assistir noticiários e filmes com muita violência e fortes apelos emocionais. Evite também alimentar pensamentos negativos e deixe as decisões para o outro dia. Estabeleça os minutos antes de dormir como sagrados para que o corpo esteja preparado para o descanso.

5. Faça exercícios de respiração

Os exercícios de respiração são bastante indicados para diminuir a ansiedade e ter mais qualidade de vida. Eles reduzem as reações do sistema nervoso, fazendo com que os sintomas mais comuns da ansiedade — tremor, taquicardia e respiração ofegante — desapareçam.

Além disso, o controle da respiração ajuda a manter o foco no momento presente, possibilitando maior capacidade de analisar as situações e direcionar as ideias. Dentre os exercícios de respiração mais comuns, podemos citar: respiração abdominal, respiração diafragmática e respiração compassada. Esses exercícios são aprendidos nas práticas de Tai Chi Chuan e Chi Kung.

6. Mantenha sua rotina organizada

Uma vida desorganizada pode causar ansiedade e estresse. Se você sempre demora para encontrar o que precisa ou acumula muitas tarefas e objetos, abre portas para sentimentos de angústia e agitação.

Em contrapartida, se uma pessoa vive em um ambiente organizado consegue administrar melhor o tempo e reduz fatores causadores da ansiedade como mau humor, estresse e procrastinação.

7. Faça uma coisa de cada vez

Aceite que não pode controlar tudo. Um dos motivos mais comuns que levam as pessoas a experimentarem ansiedade é a necessidade de controlar tudo o que acontece. No entanto, mesmo que você preveja todas as variáveis para uma situação, não há como controlar os resultados.

Nesse caso, a melhor saída é pensar e fazer uma coisa de cada vez. Deixe de lado a falsa segurança de que pode controlar tudo e viva naturalmente. Não sofra por antecedência e faça aquilo que está ao seu alcance.

Uma boa dica é o conselho do professor da Universidade de Exeter (Reino Unido), Barney Dunn. Ele fala para fazer as coisas de um jeito mais ou menos bom. A ideia é que se as pessoas souberem que o resultado não será perfeito desde o início, a ansiedade diminui, dando mais condições de trabalhar com tranquilidade e ter melhores resultados.

8. Evite pensamentos negativos

O que você pensa afeta diretamente seu estado de humor. Quando você foca em memórias e expectativas negativas, seu corpo reage de forma negativa também, criando reações como suor frio, tremores, respiração acelerada e alterações nos batimentos cardíacos.

Em vez de alimentar os pensamentos negativos, você pode substituí-los por outros positivos. Todos possuem momentos e lembranças agradáveis. Cada vez que um pensamento ruim chegar, cancele-o, relaxe e busque na mente algo agradável.

Como você pode notar, existem meios simples de diminuir a ansiedade. Mas, para que isso seja possível, é necessário fazer mudanças no estilo de vida e colocar a saúde emocional em primeiro lugar.

O que achou das nossas dicas para diminuir a ansiedade? Tem alguma sugestão para complementar o assunto? Deixe seu comentário no post e compartilhe com a gente!

Mestre Gabriel
Mestre Gabriel

Praticante de Kung Fu desde 1980, fundou a TSKF Academia de Kung Fu em 1996, graduado Mestre pela Confederação Mundial de Kuoshu. É escritor, palestrante, ocultista e estudioso da entidade humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This